quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Personalidade da Semana: Friedrich Nietzsche


O incompreendido

Quem nunca ouviu sua mais famosa frase: "Deus está morto"? Quem nunca ouviu dizer que ele era um anticristo? As pessoas levam muito ao pé da letra as coisas e não gostam de se aprofundar no assunto, se procurassem saber o que ele quis dizer com isso veriam que ele até pode ter razão; vejamos uma breve explicação sobre essa frase polêmica:

É parte de uma cultura popular crer que Nietzsche disse "Deus está morto". Tecnicamente, não foi exatamente ele quem disse isso. Essa frase foi proferida por um louco, um personagem de um livro seu chamado "Assim falou Zaratustra". Da mesma forma que não foi Shakespeare quem disse "ser ou não ser, eis a questão", mas Hamlet, um de seus personagens, não foi Nietzsche quem disse "Deus está morto". Algumas pessoas fazem até piadas com essa frase, se achando espertas ao colocar a frase "Nietzsche está morto" na boca de Deus.

Mas o que Nietzsche queria dizer com isso? É óbvio que ele não dizia que o homem literalmente matou Deus, um ser metafísico. Segundo Reale (1995, p. 22), "o significado da afirmação da morte de Deus tem um alcance bem mais amplo do que o de exprimir uma forma de ateísmo comum". Nietzsche se referia na verdade ao que Deus representava para a cultura européia, à crença cultural compartilhada em Deus que no passado havia sido a característica que unia e definia a Europa. Nietzsche estava falando da Europa sem Deus, falando que a noção cristã de Deus estava morta, que não podia mais ser racionalmente aceita. Ele falava da decadência da metafísica no pensamento ocidental.

No tempo de Nietzsche, a ciência, a política e a arte estavam deixando Deus para trás, como algo do passado. Deus havia ocupado até então o centro do conhecimento e do sentido da vida, mas não mais.

A "morte de Deus" não deve ser entendida como uma blasfêmia ou uma afronta gratuita proferida por Nietzsche, como pensam muitos religiosos. Ela é uma constatação de uma situação histórica do pensamento ocidental, e seu sentido é bem diferente daquele lhe atribui a populaçao.

 

Um comentário:

  1. Giovani Velasco(afas)9 de dezembro de 2011 23:25

    o pensamento de nitz e erroneamente associado ao nazifascismo . seus escritos versam sobre a guerra ,mas e notoria em sua biografia sua atuacao no front , como enfermeiro de canpanha , durante a guerra Franco - Prussina . valeu . p.p

    ResponderExcluir